PUBLICIDADE
Notícias

Prefeito adia projeto que cria secretaria que deve acomodar deputado

Segundo a Prefeitura, criação de pasta só deve ocorrer após a extinção de uma outra secretaria. A ideia é não gerar custos em tempo de ajuste fiscal

10:23 | 20/10/2015
NULL
NULL

Foi adiada indefinidamente nesta terça-feira, 19, tramitação do projeto de Roberto Cláudio (PDT) que cria a Secretaria de Articulação Institucional e Ações Estratégicas. A pasta, que foi apresentada pelo prefeito à Câmara nesta segunda-feira, deve acomodar o deputado federal Adail Carneiro (PHS) e abrir vaga para o suplente Paulo Lustosa (PP) na Câmara Federal.

Segundo a Prefeitura, o projeto teve leitura suspensa pois deve ocorrer apenas após a extinção de uma outra secretaria. A gestão destaca que a nova pasta não deve gerar novos custos à administração municipal. O órgão que será extinto, no entanto, ainda não foi definido pela gestão.

O envio do projeto foi confirmado na manhã desta terça pelo programa O POVO no Rádio, apresentado pelo jornalista Luiz Viana na Rádio O POVO/CBN. Na página da Câmara, ainda não estão disponíveis mais informações ou detalhamento de custos do projeto, enviado pelo próprio RC ao Legislativo.

Confira entrevista de Adail Carneiro ao Blog do Eliomar:

[VIDEO1] 

Articulação política

Segundo O POVO Online apurou, a licença de Adail Carneiro da Câmara já vinha sendo articulada com a base do prefeito há alguns meses. Inicialmente, RC teria oferecido a Secretaria Executiva Regional (SER) I ao deputado. Insatisfeito, o parlamentar teria exigido pasta de maior prestígio político.

Indicação de Adail expõe racha no PHS do Ceará. Isso porque o atual presidente do partido no Ceará, o deputado estadual Tin Gomes, prega candidatura própria da legenda na Capital. Já Adail confirmou ao Blog do Eliomar que apoiará candidatura de Roberto Cláudio (PDT) à reeleição. 

[SAIBAMAIS 1]Ajuste fiscal

A mensagem com a nova pasta chega quase ao mesmo tempo em que o prefeito envia projeto visando cortar gastos da gestão. Entre cortes em despesas de água, luz e com carros oficiais, RC pretende reduzir em até 25% o custeio da máquina pública municipal. Gratificações e salários de secretários também entraram no corte.

Com a mudança, a Prefeitura repete ação que o governo Camilo Santana (PT) já havia feito. Em julho, o governador nomeou o deputado federal Antônio Balhmann (Pros) como assessor especial para assuntos internacionais. A indicação tinha como objetivo abrir vaga para posse de Vicente Arruda (Pros) na Câmara.

Redação O POVO Online
TAGS