PUBLICIDADE
Notícias

Firjan critica sucessão no Ministério da Saúde e eventual extinção da CGU

10:55 | 30/09/2015
O presidente da Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (Firjan), Eduardo Eugênio Gouveia Vieira, criticou nesta quarta-feira, 30, o formato da reforma ministerial em curso no governo federal. O líder empresarial destacou o fato de, nas especulações sobre o nome do futuro ministro da Saúde, não haver discussão sobre capacidade profissional e classificou a eventual extinção da Controladoria Geral da União (CGU) como "recado muito ruim" para a sociedade.

Segundo Gouveia Vieira, quando se vê as discussões, na imprensa, sobre a sucessão no Ministério da Saúde, não há tampouco referências a programas capazes de melhorar os serviços públicos de saúde. "Isso assusta e traz um vácuo entre Brasília e a população brasileira", disse o presidente da Firjan, ao discursar na abertura do evento de lançamento do Índice Global de Inovação, no Rio.

"Especulações sobre extinguir a CGU traz um recado para a sociedade muito ruim", completou Gouveia Vieira, pois os empresários "não aguentam" mais a percepção sobre corrupção. O presidente da Firjan aproveitou o discurso para voltar a criticar a proposta do governo de redução do valor dos recursos direcionados para o sistema S, que inclui Sesi e Senai.

TAGS