PUBLICIDADE
Notícias

Governo nega definição de cronograma para contratação de juízes

Em nota divulgada nesta quinta-feira, 27, o governador do Estado esclareceu que nenhum prazo ou cronograma foi definido pelo Governo, já que a competência cabe exclusivamente ao Judiciário

20:34 | 27/08/2015

Reunidos nesta quarta-feira, 26, no Palácio da Abolição, o governador Camilo Santana, o presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Marcos Vinicius Furtado Coelho, e o presidente da seccional do Ceará, Valdetário Monteiro, discutiram a crise e decisão do Judiciário em suspender a convocação de 79 novos juízes para atender às comarcas do Estado cearense.

Durante o encontro, falou-se em “acordo e cronograma” para permitir a contratação dos magistrados a partir de outubro deste ano, de forma escalonada. Na ocasião, o dirigente da OAB-CE afirmou que a situação se trata de “um caso grave”, e admitiu ser inviável a incorporação dos 79 juízes de forma imediata.

No entanto, em nota divulgada nesta quinta-feira, 27, o governador do Estado esclareceu que nenhum prazo ou cronograma foi definido pelo Governo, já que a competência para tal “cabe exclusivamente ao Poder Judiciário, autônomo e independente”.

A nota reforça, ainda, que os chefes do Executivo e Judiciário mantêm diálogo permanente, “o que garante uma relação de respeito e cordialidade, cada um, dentro de suas competências constitucionais”.

Redação O POVO Online

TAGS