PUBLICIDADE
Notícias

Líder do governo na Câmara diz que pesquisa de popularidade é "dado de momento"

16:25 | 01/07/2015
Ao comentar a pesquisa CNI/Ibope que revelou uma nova queda nos índices de popularidade da presidente Dilma Rousseff e seu governo, o líder do governo na Câmara, deputado José Guimarães (PT-CE), reconheceu hoje que o ambiente político "não está bom no País", mas disse que há perspectiva de recuperação da economia para 2016. "Pesquisa é um dado de momento, não tem nada de alteração", declarou. "Isso faz parte."

O levantamento encomendado pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) mostrou que a aprovação ao governo caiu de 12% para 9%. O petista, no entanto, disse que não está preocupado com pesquisas de popularidade porque "não há nada que possa interditar" o processo de retomada do crescimento iniciado com a aprovação das medidas do ajuste fiscal. "Estou preocupado em construir uma agenda do crescimento", desconversou.

Oposição

Já o líder do PPS na Câmara, Rubens Bueno (PR), avaliou que a pesquisa aponta para um cenário de "completa ingovernabilidade". "Na atual situação a presidente não tem a mínima condição de pedir para a Nação sequer um copo d'água", concluiu.

Bueno destacou que só "míseros" 9% apoiam o governo petista. "Se continuar nesse caminho, algo terá que ser feito para não chegarmos ao caos total. A pesquisa deixa claro que Dilma perdeu o apoio popular. E ela também enfrenta sérios problemas políticos com seu padrinho, o ex-presidente Lula, com seu partido e também com aliados, como o PMDB, que vem dando claros sinais de descontentamento com o governo", enfatizou o oposicionista.

TAGS