PUBLICIDADE
Notícias

Relator descarta 'aprovação com ressalvas' das contas do governo

20:10 | 16/06/2015
O ministro do Tribunal de Contas da União (TCU), Augusto Nardes, confirmou que não votará pela aprovação com ressalvas das contas do governo Dilma Rousseff em 2014. Essas contas serão analisadas amanhã em julgamento no TCU e Nardes é o relator do processo. Pouco antes de se encontrar com os demais ministros do tribunal para uma reunião preparatória ao julgamento, na noite desta terça-feira, Nardes afirmou a jornalistas: "Não votarei pela aprovação com ressalvas".

Anualmente, o TCU analisa as contas federais do ano anterior. Todos os anos o TCU aprova as contas, mas faz ressalvas pontuais. A frase de Nardes é uma referência a esse procedimento.

O relatório técnico dos auditores do tribunal, revelado pelo Broadcast, serviço de notícias em tempo real da Agência Estado, e pelo jornal O Estado de S. Paulo aponta "distorções" de R$ 281 bilhões no Balanço Geral da União (BGU) de 2014 entregue pelo governo Dilma Rousseff ao TCU em abril. Entre essas distorções estão R$ 37,1 bilhões em "pedaladas fiscais" que deixaram de ser registradas pelo governo no balanço. Os auditores do TCU chamam as pedaladas de "passivos ocultos" nas contas federais.

TAGS