PUBLICIDADE
Notícias

Hugo Motta quer acelerar depoimento de Ricardo Pessoa à CPI da Petrobras

20:35 | 26/06/2015
O presidente da CPI da Petrobras, Hugo Motta (PMDB-PB), disse que vai agendar para a próxima semana o depoimento de Ricardo Pessoa, ex-presidente da UTC. Assim que soube da homologação e do conteúdo da delação premiada do empreiteiro, o peemedebista ordenou que ele seja ouvido o mais rápido possível.

O ex-presidente da UTC detalhou ter repassado R$ 3,6 milhões de caixa dois, entre 2010 e 2014, para o ex-tesoureiro da campanha da presidente Dilma Rousseff, José de Filippi, e o ex-tesoureiro nacional do PT, João Vaccari Neto. Ele entregou aos investigadores uma planilha intitulada "pagamentos ao PT por caixa dois" que relaciona os ex-tesoureiros a supostos valores repassados. Pessoa cita na delação o ministro-chefe da Casa Civil, Aloizio Mercadante, e o ministro da Secretaria de Comunicação Social, Edinho Silva.

"É uma denúncia grave, não há como negar. Precisamos aprofundar a investigação e ver até onde vai o envolvimento destas pessoas", declarou Motta.

A convocação de Ricardo Pessoa já havia sido aprovada pela CPI em abril, mas os parlamentares decidiram esperar a homologação da delação. A comissão temia que Pessoa ficasse calado durante o depoimento e, com o processo de delação premiada concluído, o empreiteiro será agora obrigado a falar aos deputados.

TAGS