PUBLICIDADE
Notícias

CUT não entendeu a terceirização, diz presidente da Força

13:20 | 01/05/2015
O presidente da Força Sindical, Miguel Torres, disse que a CUT não entendeu o projeto de terceirização aprovado na Câmara dos Deputados e que prevê a ampliação da terceirização para as atividades-fim das empresas. "Tentar derrubar a proposta do projeto é um atraso. Hoje, sem regulamentação, o terceirizado é precarizado, a CUT não entendeu bem o projeto", disse o dirigente na manhã desta sexta-feira, 1 de maio, na festa promovida pela entidade para celebrar o Dia do Trabalho.

As grandes estrelas do evento desta sexta serão a dupla sertaneja Bruno e Marrone, a banda Os Travessos, além do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ) e do senador Aécio Neves, presidente nacional do PSDB.

Em sua 18ª edição, o ato distribuirá 19 automóveis Hyundai HB20 0km. Também é esperado no evento o ministro do Trabalho Emanuel Dias, que representará o governo. Segundo o deputado Paulinho da Força (SD-SP), ligado à Força Sindical, a expectativa é que ele seja vaiado. Segundo Miguel Torres, o convite a Eduardo Cunha foi "um deferência" ao presidente da Câmara.

TAGS