PUBLICIDADE
Política
NOTÍCIA

Sampaio: Alckmin é um nome natural para 2018 e Aécio reconhece isso

14:05 | 01/01/2015
Coordenador jurídico da campanha de Aécio Neves no ano passado, o deputado federal Carlos Sampaio (PSDB-SP) disse nesta quinta-feira, 01, que o partido vai fazer, no momento certo, a escolha entre seus candidatos naturais à Presidência em 2018. "O Alckmin é um candidato natural e o próprio Aécio reconhece isso. O Aécio também é um candidato natural", disse Sampaio.

Ao comentar a disputa interna que se desenha para os próximos quatro anos no PSDB entre o senador mineiro e o governador paulista, Carlos Sampaio ressaltou que a escolha precisa ser feita no momento correto. "Vejo como um privilégio o PSDB ter dois nomes dessa importância. Outros partidos não têm nenhum", provocou.

No PSDB, o argumento dos que defendem Aécio é que ele foi o candidato do partido mais votado desde que o PT assumiu a Presidência da República. Por outro lado, críticos lembram que boa parte da votação de Aécio foi conquistada em São Paulo e graças ao apoio de Alckmin. Há também os que dizem que o mineiro perdeu uma grande oportunidade de vencer a eleição ao ser derrotado por uma candidata desgastada.

Auditoria

Um dos principais responsáveis pelo pedido de auditoria nas eleições de 2014, Sampaio anunciou que o trabalho envolvendo os dados repassados pela Justiça Eleitoral começará nas próximas semanas. Um dos responsáveis pela auditoria será o escritório de advocacia Opice Blum.

O deputado não vê o episódio como desgastante para o PSDB. Para ele, há muitas dúvidas sobre o processo eleitoral e só a auditoria poderá saná-las.

Vice

Depois de tomar posse nesta manhã, o vice-governador Márcio França (PSB) também sinalizou que Alckmin visa o Palácio do Planalto em 2018. "O segundo mandato de Geraldo projeta um governo mais nacional", afirmou.

Além de assumir o cargo de vice, Márcio França será o secretário de Desenvolvimento Econômico no segundo mandato de Alckmin.

TAGS