PUBLICIDADE
Notícias

Sessão na Câmara Municipal é suspensa por falecimento de assessor

11:55 | 17/12/2014

O presidente da Câmara Municipal de Fortaleza, vereador Walter Cavalcante (PMDB), suspendeu a sessão plenária desta quarta-feira, 17, em decorrência do falecimento de assessor parlamentar da vereadora Cláudia Gomes (PTC) na tarde da terça-feira, 16. Pautas como o projeto de lei da Prefeitura de Fortaleza que altera o plano de cargos e carreiras dos funcionários do Instituto José Frota e propostas ligadas à reforma administrativa deixaram de ser votadas.

O assessor Luciano Evangelista Vieira, que tinha histórico de problemas cardíacos, faleceu na tarde de ontem, após sofrer um enfarto na Câmara Municipal. A idade do funcionário não foi informada. De acordo com informações da vereadora, Luciano foi encontrado desacordado e caído no chão durante audiência pública que discutia as propostas de reforma administrativa.

Cláudia destacou que estavam presentes médicos, vereadores e secretários, dentre eles, a secretária da Saúde do Município, Socorro Martins. Ao serem avisados sobre a situação, os médicos Dr. Alencar e Dr. Eron Moreira, ex-vereador, prestaram os primeiros socorros ao assessor. A ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) também foi acionada.

Sessão
No pinga-fogo, a vereadora lamentou o falecimento de seu assessor e se solidarizou com a família. Os parlamentares fizeram um minuto de silêncio em homenagem ao funcionário.

Durante o grande expediente da Casa, o vereador João Alfredo (Psol) apresentou relatório da ONG - Flor de Urucum que denuncia irregularidades em grande obras na cidade. O vereador Gelson Ferraz (PRB) denunciou problemas de iluminação pública em algumas vias de Fortaleza.

> Confira as mensagens da Prefeitura de Fortaleza

Por causa da suspensão da sessão, não foram votadas as mensagens do prefeito Roberto Cláudio (Pros) que tratam de contratação de operação de crédito, gratificação especial de patrulhamento, plano de cargos e carreiras dos funcionários do IJF, suplementação de carga horária, dentre outras.

Redação O POVO Online
TAGS