PUBLICIDADE
Notícias

Pezão sai em defesa de Cabral, suspeito de envolvimento em corrupção na Petrbras

14:40 | 19/12/2014
O governador do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão (PMDB), saiu em defesa de seu antecessor, Sérgio Cabral (PMDB), citado pelo ex-diretor de Abastecimento da Petrobras, Paulo Roberto Costa, como um dos envolvidos no suposto esquema de corrupção na petroleira. Costa, preso na Operação Lava Jato, da Polícia Federal, listou outros 27 políticos, segundo divulgou nesta sexta-feira, 19, o jornal O Estado de S. Paulo.

"Vamos esperar as pessoas se defenderem. Tem que ter muita tranquilidade quanto a isso, muito cuidado. Estive sete anos e quatro meses ao lado do Sérgio no governo e nunca vi nenhum pedido (de Cabral) de indicação para a diretoria ou a presidência da Petrobras. É preciso dizer do que as pessoas estão sendo acusadas. Não vi nenhuma citação sobre cifras ligadas ao ex-governador Cabral", afirmou Pezão durante almoço em apoio à candidatura do deputado federal Eduardo Cunha (PMDB-RJ) à Presidência da Câmara dos Deputados.

Pezão disse ainda que vários representantes do governo do Rio tinham reuniões frequentes com Paulo Roberto Costa para discutir a construção do Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro (Comperj). Mas, segundo Pezão, as discussões se limitavam a questões técnicas.

TAGS