PUBLICIDADE
Notícias

Ministério divide PT e Dilma adia nova leva de indicações

08:30 | 27/12/2014
Diferentemente de 2010, quando fez questão de ouvir o padrinho político durante a montagem do governo, a presidente Dilma Rousseff tem dado pouco espaço para os pitacos do antecessor, Luiz Inácio Lula da Silva, ao escolher os ministros que vão acompanhá-la no segundo mandato, a partir de quinta-feira. Ontem, esperava-se que o governo confirmasse mais nomes do PT para compor a equipe ministerial, mas, em meio às controvérsias, o anúncio foi adiado para a próxima semana.

Dilma consultou Lula em novembro, e depois não pediu mais opiniões. Na época, ele foi parcialmente atendido. Emplacou Nelson Barbosa no Ministério do Planejamento, mas teve de engolir a escolha de Joaquim Levy para a Fazenda. O resultado é a redução do número de ministros ligados ao ex-presidente no segundo mandato.

TAGS