PUBLICIDADE
Notícias

Juízes realizam dois novos atos para reivindicar benefícios

Grupo possui várias cobranças, desde solução da falta de servidores e juízes, insegurança de fóruns e eleições diretas para administração do TJ

16:34 | 01/12/2014
A Associação Cearense dos Magistrados (ACM) promove nesta quinta-feira, 4, dois atos públicos reivindicando uma série de melhorias para a categoria dos juízes do Estado. A ação, que ocupará às 10h o Fórum Clóvis Beviláqua e às 14h o Tribunal de Justiça do Ceará (TJ-CE) possui uma série de cobranças, desde solução da falta de servidores e magistrados, insegurança de fóruns e eleições diretas entre juízes para administração do TJ.

O evento ocorre em alusão ao dia da Justiça, comemorado em 8 de dezembro. Será a sexta vez que ocorre este tipo de evento. Segundo o presidente da ACM, juiz Antônio Araújo, seria necessária a criação de pelo menos 50 cargos de juiz e 300 de servidores para resolver defasagem no setor.

Para a ACM, a solução desse problema passa pela implementação de eleições diretas entre juízes para a administração do TJ. Atualmente, apenas desembargadores podem votar. Segundo a associação, o acesso de juízes aos pleitos ampliaria número de gestões comprometidas com o 1º grau do Judiciário.

Auxílio moradia

Atualmente, a ACM questiona junto ao Supremo Tribunal Federal (STF) o não pagamento de auxílio moradia a juízes pelo Governo do Ceará. A concessão do benefício, aprovada em setembro pelo STF, ainda não é paga aos magistrados cearenses. É esperada cobrança da proposta nos atos desta quinta-feira.

Redação O POVO Online
TAGS