PUBLICIDADE
Notícias

Grupos organizam manifestações contra a reeleição de Dilma

11:50 | 31/12/2014
Grupos que vêm organizando manifestações contra a reeleição da presidente Dilma Rousseff preparam protestos para esta quinta-feira, 1º, em Brasília e outras cidades do País.

A organização tem sido feita pelas redes sociais, caso do Movimento Brasil Livre, que planeja atos em São Paulo, Brasília, Florianópolis, Rio de Janeiro e Maceió. O evento de Brasília está marcado para às 14h no Congresso Nacional. Em São Paulo, será feita uma simulação da posse na Avenida Paulista em direção ao prédio da Petrobras.

Já o grupo Revoltados ON LINE preferiu não organizar eventos no Facebook e está fazendo a divulgação no "boca a boca". O grupo vai se reunir no Museu Nacional a partir do meio dia de quinta-feira, de onde partirá em seguida em uma marcha para o Congresso Nacional. O objetivo é acompanhar o trajeto que será realizado pela presidente. A cerimônia de posse terá início às 14h40, para quando é prevista a chegada de Dilma Rousseff à Catedral Metropolitana de Brasília. De lá, a presidente fará um trajeto até o Congresso Nacional.

De acordo com Marcello Reis, fundador do movimento Revoltados ON LINE, o grupo prevê o lançamento de balões negros na Esplanada dos Ministérios e de outros "eventos surpresa". De acordo com Reis, a ideia é fazer um protesto pacífico e silencioso. "Nós achamos que houve fraude nas urnas e pedimos o impeachment da presidente Dilma Rousseff", explica Reis, que se diz indignado com a série de escândalos envolvendo a Petrobras. "Nem no fim do ano isso acaba. A cada dia é um escândalo novo. Agora veio isso de que a Petrobras não terá um balanço com auditoria externa", comenta.

Para a segurança do evento, a Secretaria de Segurança Pública do Distrito Federal destacou 3.400 homens para a Esplanada dos Ministérios, além de efetivo de contingenciamento em caso de protestos. No total, serão destacados agentes das Forças Armadas, das polícias Federal, Civil e Militar, do Corpo de Bombeiros e do Departamento de Trânsito do Distrito Federal. Haverá ainda controle de acesso à Esplanada.

TAGS