PUBLICIDADE
Notícias

Ex-presidente do PSB defende Cid no Ministério da Educação

De acordo com Roberto Amaral, o governador cearense "será um grande ministro". Entretanto, quando deixou o PSB, o mesmo Amaral considerou aquela uma oportunidade de retorno às raízes do partido no Ceará

15:22 | 08/12/2014

O ex-presidente do PSB e ex-ministro de Ciência e Tecnologia, Roberto Amaral, defendeu o nome do governador e ex-correligionário Cid Gomes (Pros) para assumir o Ministério da Educação. Comentando, em sua página pessoal, artigo publicado no jornal Valor Econômico – no qual as indicações de Cid e Arthur Chioro para a saúde são chamadas de “primárias e desanimadoras alegações” – Amaral afirma que o ministeriável é “governador cujo sucesso administrativo foi duas vezes referendado pela população cearense: quando o reelegeu e quando elegeu seu candidato à sucessão”. Segundo o ex-ministro, caso tenha seu nome confirmado, Cid “será um grande ministro”.

[SAIBAMAIS 1]A saída do clã dos Ferreira Gomes do PSB foi chamada de "decepção" por Amaral. Em declarações dadas no ano passado, a partida do governador cearense, apesar de ser considerada uma “perda estrutural”, foi caracterizada como oportunidade de retorno às raízes do partido no Ceará.

Cid tem sido um dos nomes mais cotados para assumir a pasta da Educação. Apesar de ter declarado que sua meta é passar temporada nos Estados Unidos, trabalhando no Banco Interamericano de Desenvolvimento. Entretanto, segundo informações publicadas pelo jornal Folha de S. Paulo, o governador afirmou ser “de um tempo que não se negava um pedido de um presidente da República”.

 

Redação O POVO Online

 

TAGS