PUBLICIDADE
Notícias

Eleitos comentam embate na eleição para presidir Câmara dos Deputados

11:10 | 19/12/2014
Na chegada à Sala São Paulo, região central da capital paulista, três personagens na disputa pela presidência da Câmara dos Deputados comentaram o embate que se desenha entre os dois maiores partidos da base aliada: PT e PMDB. Candidato do PT, o deputado Arlindo Chinaglia negou a intenção de recuar na disputa com o peemedebista Eduardo Cunha. "Candidatura está posta e está indo bem", comentou rapidamente o petista.

Do outro lado, o presidente e fundador do Solidariedade, deputado Paulinho da Força, confirmou que o partido vai apoiar Eduardo Cunha. Após as eleições de outubro, o partido de Paulinho formou um bloco parlamentar na Câmara com o PSB, que pode lançar Júlio Delgado (MG) na disputa. "Vamos de Cunha. Vamos para tirar o PT", afirmou Paulinho.

O líder do PT na Casa, Vicentinho, admitiu que o partido terá dificuldades se quiser retomar a presidência da Câmara. No entanto, ressaltou que a bancada está trabalhando por Chinaglia. "A articulação está a todo vapor. Reconhecemos, não vai ser fácil. Mas a articulação está a todo vapor."

TAGS