PUBLICIDADE
Notícias

Clube naval diz que relatório da Comissão da Verdade é 'ilegal'

16:30 | 11/12/2014
O Clube Naval divulgou nesta quinta-feira, 11, nota de repúdio ao relatório final da Comissão Nacional da Verdade (CNV), lançado nessa quarta, 10, em Brasília. O texto, assinado pelo vice-almirante fuzileiro naval Paulo Frederico Soriano Dobbin, acusa o trabalho da CNV de ser "ilegal, parcial e divorciado da realidade". Também repele as acusações de crimes contra os oficiais da Marinha citados no relatório, que, destaca, "jamais tiveram as contas rejeitadas". Defende ainda os ex-presidentes do Clube Naval citados no relatório: Álvaro Rezende Rocha, Maximiano Eduardo da Silva Fonseca e Alfredo Karam.
TAGS