PUBLICIDADE
Notícias

Sindicato dos Servidores do Itamaraty marca manifestação

19:10 | 06/11/2014
O sindicato dos servidores do Itamaraty (SindItamaraty) marcou para o início da próxima semana uma manifestação pedindo a liberação dos recursos para pagamento do reembolso de aluguéis no exterior. O complemento ao salário dos servidores, que chega, em alguns casos, a 70% dos vencimentos, deixou de ser pago em outubro e também ainda não foi repassado em novembro, somando dois meses de atraso. O ministro das Relações Exteriores, Luiz Alberto Figueiredo, afirma que o problema "está sendo solucionado".

O sindicato também instruiu os servidores a buscarem a ajuda da assessoria jurídica para obter o reembolso não apenas dos aluguéis, mas de multas e outros prejuízos que possam ter tido com o atraso do pagamento. Nas últimas semanas, as reclamações pelo atraso se multiplicaram no ministério.

Sem orçamento desde agosto, quando os recursos previstos acabaram, o Ministério das Relações Exteriores depende da liberação pelo Palácio do Planalto de um crédito suplementar, já aprovado pelo Congresso, mas ainda não autorizado pela presidente Dilma Rousseff. Já há alguns meses o Tesouro vinha atrasando o repasse mensal chamado duodécimo, usado para pagar as despesas correntes. Todos os meses, os recursos eram repassados no último dia possível. Como o Itamaraty precisa trocar os reais por dólares antes de distribuir para os postos no exterior, o dinheiro já estava chegando com atraso. Em outubro, parou de chegar.

O orçamento do ministério este ano caiu pela metade de 2013, e o contingenciamento em março retirou mais R$ 200 milhões, deixando as Relações Exteriores com apenas 0,16% do orçamento global da União.

TAGS