PUBLICIDADE
Notícias

Presidente do PT-CE defende credenciais partidárias de Camilo

Segundo De Assis Diniz, "o Camilo é muito mais petista do que muitos petista que tem hoje. Partido muda tom sobre equipe de transição

12:47 | 14/11/2014
NULL
NULL
Na saída da reunião do Diretório Estadual do PT, o presidente da legenda do Ceará De Assis Diniz garantiu as credenciais partidárias do governador eleito Camilo Santana. "Quem ouviu o Camilo na executiva viu que o Camilo é muito mais petista do que muitos petista que tem hoje”, declarou. A ascendência do governador Cid Gomes (Pros) sobre Camilo tem sido tema de discussão. Durante a campanha, o candidato derrotado Eunício Oliveira (PMDB) afirmou que “o PT amarelou”.

[SAIBAMAIS 2]Já o deputado federal José Guimarães declarou que pretende apostar “no tom conciliador do governador” e disse que espera que ele “trabalhe para retomar o processo de fazer as mudanças que o Ceará precisa”. Sobre a equipe de transição, Guimarães afirmou que Camilo justificou a composição da equipe dizendo que não tem função política. “Agora é tratar de imprimir a marca petista ao governo Camilo”, declarou.

Sobre transição,Camilo disse que ela será “diferenciada". De acordo com o governador eleito, partiu de sua iniciativa os nomes dele, do ex-secretário Mauro Filho (Pros), da vice-governadora eleita Izolda Cela (Pros) e de seu pai e coordenador de plano de governo Eudoro Santana. Os nomes de Danilo Serpa (Pros) e Carlos Eduardo Sobreira foram sugestões de Cid.

Após a reunião, Camilo dirigiu-se a uma reunião com o comando de greve das universidades estaduais. “Já é uma demonstração de que este governo está aberto ao diálogo”, declarou.

Redação O POVO Online, com informações do repórter Bruno Pontes
TAGS