PUBLICIDADE
Notícias

Vale do Paraíba registra 9 prisões por crime eleitoral

18:50 | 05/10/2014
Sete pessoas foram presas neste domingo (5) de eleição em São José dos Campos, uma em Pindamonhangaba e outra em Potim, todas na Região Metropolitana do Vale do Paraíba (SP).

Na madrugada, em São José dos Campos, o maior colégio eleitoral da região com 475 mil eleitores em 102 locais, quatro pessoas foram detidas por jogarem na rua panfletos de candidatos petistas, além de uma caminhonete carregada de material publicitário político. Já na manhã, outras três pessoas foram presas com mochilas com material de um candidato local do PSTU.

Na cidade Pindamonhangaba, um homem de 51 anos foi detido com uma carreta com material eleitoral em frente a um local de votação. Na cidade de Potim, um homem foi preso em flagrante pedindo votos para candidatos.

Em todos os casos os detidos foram liberados pela polícia após o registro da ocorrência. Os veículos, a caminhonete mais o caminhão, permanecerão apreendidos para que sirvam de prova do crime eleitoral.

A propaganda irregular marcou as eleições em toda a região. Muitas ruas que levam aos locais de votação ficaram repletas de santinhos. Apesar da sujeira, não houve registro de acidentes graves causados por queda de eleitores.

Em Taubaté a reportagem do Estado flagrou um rapaz pendurando banner no comércio em frente a um local de votação. Vários cavaletes também foram vistos "abandonados" pelos candidatos próximos aos locais de votação.

Na cidade de Guaratinguetá, a 177 km de São Paulo, o Cartório Eleitoral fez um acordo com os partidos com representação local e garantiu que a sujeira gerada por eles será recolhida até amanhã (6). O custo de R$ 20 mil será rateado pelos partidos, com exceção de cinco siglas que se recusaram a ajudar na ação. De acordo com o Tribunal Superior Eleitoral existem 32 siglas registradas para a eleição de 2014.

TAGS