PUBLICIDADE
Notícias

STJ nega habeas corpus e A Onde É continua preso

12:07 | 13/10/2014
NULL
NULL
O Superior Tribunal de Justiça (STJ) negou mais um pedido de habeas corpus impetrado pela defesa do vereador Antônio Farias de Sousa – o “A Onde É” (PTC). O parlamentar está preso desde dia 26 de setembro, quando foi detido em flagrante após sacar dinheiro de um assessor parlamentar. O advogado dele nega e aponta abuso do Ministério Público (MP-CE) no caso.

A vítima estava com o vereador e confessou estar sendo constrangido a entregar ao parlamentar o valor integral do salário, R$ 1.900, há dois meses, segundo Socorro Portela. O assessor disse ainda que, em setembro, pediu demissão do cargo, mas o pedido foi negado pelo vereador.

[SAIBAMAIS 3]O advogado Leandro Vasquez afirmou que houve um “erro de interpretação” na prisão do parlamentar. Segundo ele, o assessor, chamado Juarez, e um amigo em comum com o vereador, chamado Pedro, estavam na agência, onde o assessor emprestaria dinheiro para o amigo retirar uma moto detida. A Onde É teria sido chamado por ambos e, quando chegou ao local, houve a abordagem policial.

Segundo investigação do órgão, o vereador teria desviado Verba de Desempenho Parlamentar (VDP) utilizada para uso de gabinete. O parlamentar teria ainda cobrado “pedágio” sobre salário de assessores, guardando parcela dos pagamentos para si.

Redação O POVO Online
com informações do Blog do Eliomar

TAGS