PUBLICIDADE
Notícias

Requião reclama da imprensa e da justiça eleitoral

15:10 | 05/10/2014
O senador Roberto Requião (PMDB), que votou no Colégio Julia Wanderley, em Curitiba (PR), ignorou os resultados das últimas pesquisas e demonstrou otimismo para a disputa de um segundo turno. Segundo ele, sua campanha precisou enfrentar diversos inimigos. "Foi uma campanha em que concorri contra a imprensa, a justiça eleitoral, não houve um debate", reclamou. Além disso, se referiu à sua vitória na convenção do PMDB para defender a tese do segundo turno. "Alguém acreditava?", questionou o candidato ao governo do Paraná.

Irritado com o que considerou injustiças contra sua candidatura, Requião afirmou que a Justiça esteve sempre de outro lado, mas não do povo. "Nossa Justiça Eleitoral é igual à jabuticaba, só existe no Brasil; a Justiça agiu em favor do interesse das oligarquias contra o interesse da população", afirmou.

Durante a semana, a coordenação da campanha de Requião entrou em um barracão onde estavam sendo confeccionados materiais apócrifos contra sua candidatura, mas a polícia foi ao local e prendeu as pessoas ligadas a ele por causa da invasão do terreno sem mandado algum.

"Fizemos representações, mas justiça vai julgar quando? Depois de acabar as eleições?", criticou.

TAGS