PUBLICIDADE
Notícias

PSDB CE fará carreata de Fortaleza a Juazeiro do Norte em prol de Aécio Neves

14:20 | 10/10/2014
O PSDB do Ceará realizará nos dias de 17 e 18 de outubro uma carreata que percorrerá cerca de 600 quilômetros do Estado em prol da eleição do candidato tucano Aécio Neves para a presidência da República. O objetivo é percorrer cerca de 30 cidades cearenses entre Fortaleza e Juazeiro do Norte.

O comboio, que contará “com mais de 300 carros e motos” – de acordo com a divulgação do evento do Facebook – sairá de Fortaleza para Juazeiro do Norte pela CE 060, que passa por municípios como Guaiúba, Redenção, Quixadá, Mombaça, Iguatu e Várzea Alegre. O retorno para Fortaleza será pela BR 116, passando pelas cidades de Lavras da Mangabeira, Icó, Jaguaribe e Russas.
[SAIBAMAIS 3]
O objetivo do partido é divulgar a candidatura de Aécio Neves e “espalhar a ‘onda azul’ pelo Estado. A carreata tem previsão de sair de Fortaleza às 7 horas e chegar a Juazeiro às 20 horas. A organização do evento ainda não divulgou informações sobre a logística de alimentação e acomodação da militância. O retorno à Fortaleza deve acontecer no dia 18.

A coordenação da campanha de Aécio no Nordeste é responsabilidade de Tasso Jereissati (PSDB), recém-eleito senador. No dia da votação, após o resultado das urnas, Tasso já havia iniciado a mobilização pró-Aécio. Destacando que irá “entrar de cabeça” na campanha, o ex-governador do Estado lançou duras críticas à presidente Dilma. “Essa mulher diz que é dona do Bolsa Família. O Bolsa Família é do povo, é do Estado”.

Dilma à frente
No primeiro turno, a vitória folgada de Tasso Jereissati não se refletiu, no entanto, em seus pedidos de votos para Aécio Neves. A principal adversária, Dilma Rousseff (PT), foi ampla maioria em todos os municípios do Ceará.

Em Acopiara, por exemplo, Dilma atingiu 86,75% da preferência dos eleitores. Em Aiuaba a história se repetiu e Dilma ficou com 88,22%. O maior percentual para a candidata à reeleição foi em Jati, com Dilma 89,42%. O menor, em Fortaleza (51,63%).

Redação O POVO Online

TAGS