PUBLICIDADE
Notícias

Gladson Cameli (PP) é eleito senador no Acre

23:10 | 05/10/2014
No Acre, onde a apuração começou um pouco mais tarde devido a fuso-horário, Gladson Cameli, do PP, foi eleito senador antes do fim da contagem dos votos. Com 94% das urnas apuradas, o candidato somava 58,07% dos votos, desbancando Perpétua Almeida (PC do B), que acumulou 36,82%.

O candidato à reeleição Tião Viana era o favorito. Às 22h, com 89% dos votos apurados, ele tinha 50,41%. Ele era seguido pelo candidato do PSDB, Marcio Bittar, com 29,66% dos votos. Bocalom, do DEM, estava com 19,41% e Antônio Rocha, do PSOL, com 0,51%.

O sistema de biometria atrasou a votação em várias seções eleitorais. Durante todo dia, a média de espera ultrapassou duas horas.

O próprio governador esperou uma hora e meia na fila. Para o TRE, não havia relação entre o atraso e o sistema biométrico. A quantidade de opções para que o eleitor concluísse a votação era apontada pelo tribunal como um fator que contribuiu para a demora. Havia relatos de pessoas que chegaram para votar e o sistema registrava que aquele eleitor já tinha participado da eleição.

TAGS