PUBLICIDADE
Notícias

Eliane defende aliança com Aécio e diz que crítica de ex-presidente é "crise solitária"

11:48 | 14/10/2014
NULL
NULL
A candidata derrotada ao governo Eliane Novais (PSB) defendeu nesta terça-feira, 14, decisão do PSB nacional em apoiar Aécio Neves (PSDB) à Presidência da República. A deputada minimizou divergências internas e classificou como “crise solitária” posição do ex-presidente da legenda, Roberto Amaral, que defendia aliança com Dilma Rousseff (PT).

Segundo Novais, de ala historicamente aliada com o PT no Estado, o PSB se encontra agora em “nova rota” para o desenvolvimento do País. “Ele está nessa rota de colisão. Defendeu a candidatura própria, defendeu o rompimento com o PT, mas agora queria que o partido se aliasse com a Dilma. É uma crise solitária”, disse a deputada, em fala na Assembleia Legislativa.

[SAIBAMAIS 2]A líder do PT na Assembleia, Rachel Marques, contestou a fala da ex-candidata. A petista destacou avanços sociais da gestão de Dilma Rousseff e defendeu postura de Roberto Amaral.

No último domingo, Eliane Novais e o PSB cearense declararam apoio ao PSDB em nível nacional e a Eunício Oliveira (PMDB) no Ceará. Com o apoio à Aécio Neves, é a primeira vez que o PSB termina uma eleição fora da chapa do PT no País.

Redação O POVO Online

TAGS