PUBLICIDADE
Notícias

Debate deixará nítido confronto de projetos, diz Falcão

21:50 | 14/10/2014
O presidente nacional do PT, deputado estadual Rui Falcão (SP), afirmou na noite desta terça-feira, 14, que sua expectativa para o debate de hoje entre a presidente e candidata à reeleição, Dilma Rousseff (PT), e o tucano Aécio Neves "é muito positiva" e que o confronto de projetos deve ficar ainda mais nítido na noite de hoje.

"A presidente tem enfatizado muito que tem dois projetos em jogo. Um projeto que garante a continuidade dos avanços do País, a manutenção dos direitos dos trabalhadores e dos empregos", disse, ao chegar à TV Bandeirantes, em São Paulo. "E outro projeto que nós já conhecemos da época do Fernando Henrique, quando esse suposto ministro do Aécio foi presidente do Banco Central e ministro e votou contra o salário mínimo e já falaram em medidas impopulares", afirmou em referência a Arminio Fraga. "Esperamos que a população entenda a diferença dos dois projetos e o que está em jogo."

Rui, assim como a presidente Dilma, disse discordar da avaliação do ministro Gilberto Carvalho de que a campanha atravessa um momento difícil. "Eu acho que ele deu uma opinião dele e não é uma opinião que coincide com a nossa", disse.

Para o presidente do PT, a campanha está "indo bem". "Não é uma situação delicadíssima é uma situação de decisão. E toda decisão numa campanha equilibrada ela provoca avaliações diferenciadas", afirmou.

Sobre a afirmação de Aécio de que o governo estaria desesperado em perder o poder, Rui afirmou que é uma avaliação equivocada. "Você está vendo o nosso pessoal e não tem ninguém desesperado, está todo mundo sereno", disse. "Pelo nosso semblante não tem desespero, tem serenidade."

Lula

O presidente petista também minimizou a ausência do ex-presidente Lula na campanha e disse que ele é Dilma devem fazer uma agenda conjunta na próxima semana em Pernambuco. "Ontem, ele estava no programa de televisão, vai pra três Estados do Norte, está fazendo outras agendas também, em Pernambuco provavelmente eles vão se juntar", afirmou, ressaltando que o partido "tem duas grandes lideranças nacionais" principais. "O lula vai pra um lado, a Dilma vai para outro e em alguns momentos eles se juntam, como já se reuniram várias vezes", disse.

Rui disse ainda que não há nenhum distanciamento de Lula da campanha e que a cúpula petista está sempre se aconselhando com o ex-presidente.

TAGS