PUBLICIDADE
Notícias

Costa:PT tem expectativa de vitória de Dilma no 1º turno

18:00 | 04/10/2014
O líder do PT no Senado, Humberto Costa (PE), afirmou neste sábado, 4, que o partido vive a expectativa de vitória da presidente Dilma Rousseff no primeiro turno.

A última pesquisa Ibope/Estado/TV Globo feita antes das eleições mostra que o candidato do PSDB à Presidência, Aécio Neves, cresceu e alcançou a rival Marina Silva na disputa por uma vaga no segundo turno contra a presidente Dilma Rousseff. Com 27% dos votos válidos, cinco a mais que no levantamento anterior, ele está numericamente à frente da candidata do PSB, que caiu de 28% para 24%. Persiste, porém, a situação de empate técnico, já que a margem de erro da pesquisa é de dois pontos porcentuais para mais ou para menos.

"Avalio a pesquisa como algo que era de se esperar. A perda que a Marina vinha tendo era muito acelerada, muito intensa. É natural que Aécio Neves dentro desse voto anti Dilma pudesse chegar a essa posição", afirmou Humberto Costa que participou no final da tarde deste sábado, 4, da carreata do candidato ao governo de Pernambuco, Armando Monteiro (PTB), na cidade de Jaboatão dos Guararapes. "Mas acho que há uma comemoração antecipada da solução em segundo turno. As nossas pesquisas internas mostram uma diferença muito pequena para se resolver no primeiro turno", acrescentou.

Segundo ele, pesquisas internas do PT mostram que Dilma precisa de menos de 1% dos votos válidos para a disputa presidencial não ir para o segundo turno. "Acho que dá sim para ganhar no primeiro turno. Até o dia de amanhã no final da tarde nós vamos poder ter essa informação", afirmou o petista.

Ao longo da campanha presidencial os petistas sempre avaliaram o PSDB como melhor candidato para ser batido num segundo turno em razão das últimas vitórias impostas. Embora viva a expectativa de vitória no primeiro turno, Humberto Costa observou que nas últimas semanas Marina passou a ser considerada a adversária mais fácil a ser batida.

"Se fosse a Marina, que está muito fragilizada e veio num processo de descenso, seria melhor. Com Aécio ascendendo é menos fácil do que seria antes. Embora não vamos escolher adversários. Mas vamos ganhar porque o nosso é um projeto que tem sucesso contra outro projeto que afundou o Brasil", ressaltou.

Também participam da carreata de Armando Monteiro o candidato ao Senado, João Paulo (PT) e o candidato à vice-governador Paulo Rubem Santiago (PDT).

TAGS