PUBLICIDADE
Notícias

Após derrota, Garotinho só se manifesta por assessoria

22:00 | 05/10/2014
O deputado federal e candidato derrotado ao governo do Rio Anthony Garotinho (PR) não concedeu entrevista após a confirmação de que está fora do segundo turno da eleição para governador do Rio, que será disputado entre o atual governador, Luiz Fernando Pezão (PMDB), e o senador e ex-ministro Marcelo Crivella (PRB). Na noite deste domingo, por meio de sua assessoria de imprensa, Garotinho declarou apenas uma frase: "O povo é soberano, escolheu e eu respeito".

Garotinho já estava abatido na manhã deste domingo, 5, quando, ao votar, se recusou a fazer o V, sinal de vitória, na urna, apesar do pedido dos fotógrafos.

Pela manhã, Garotinho afirmou ter enfrentado um quadro político de muita adversidade. Pouco depois das 21 horas, o deputado Paulo Feijó (PR) saiu da casa de Garotinho, em Campos, no norte fluminense, e não escondeu a frustração. "Não esperava nunca não ter o Garotinho no segundo turno. Com todas as dificuldades enfrentadas, ele foi um vitorioso. Mas poderia contribuir muito mais para o Estado do Rio indo para o segundo turno"

De acordo com Feijó, a aliança com Crivella, para o segundo turno, é o caminho mais natural de Garotinho, mas ele ressaltou não ter tratado do tema com Garotinho. Ele nega que o ex-governador tenha perdido força política com a derrota. "Garotinho vai decidir o segundo turno e vai influenciar a eleição presidencial", afirmou Feijó.

Na noite deste domingo, cabos eleitorais e amigos deixam aos poucos a cada de Garotinho. Muitos saem chorando.

TAGS