PUBLICIDADE
Notícias

Alckmin fala em humildade para aguardar a voz das urnas

11:00 | 05/10/2014
O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, evitou comentar a possibilidade de vitória em primeiro turno na eleição paulista. "Temos que aguardar o resultado das urnas com humildade, com serenidade", disse Alckmin em breve coletiva ao lado de familiares e correligionários, como José serra.

Mesmo sem falar em vitória em primeiro turno, Alckmin agradeceu a recepção durante o tempo de campanha. "Foram meses falando de propostas, das questões do Estado, de futuro. Quero agradecer a recepção afetiva, calorosa da nossa população. Hoje é dia de humildade e respeito", disse Alckmin, que fez questão de falar de sua confiança na vitória de Serra para o senado e na ida de Aécio ao segundo turno.

O governador votou em uma escola na zona sul de São Paulo em meio a muito empurra empurra. Os familiares de Alckmin, entre ele dois netos de dois anos de idade, tiveram dificuldade para acompanhar o tucano até a urna. Na chegada ao local, humoristas do programa "Pânico" ofereceram a ele um copo de água, em referência à crise hídrica no Estado.

Além de Serra, o ex-governador Alberto Goldman, o deputado José Aníbal e o coordenador de campanha Edson Aparecido também compareceram ao local de votação de Alckmin e sua esposa, Lu Alckmin.

Pesquisa Ibope/Estadão/TV Globo finalizada neste sábado, 04, mostra que o governador deve se reeleger em primeiro turno na eleição. O governador aparece com 57% dos votos válidos contra 24% de Paulo Skaf (PMDB) e 14% de Alexandre Padilha (PT). Laércio Benko (PHS) tem 2% e Gilberto Natalini (PV), 1%. Outros candidatos somam 2%.

TAGS