PUBLICIDADE
Notícias

Vereador cobra programa que reduza desperdício de água em Fortaleza

Entre as medidas propostas, estão campanhas de conscientização e a obrigação da instalação de equipamentos que controlem o consumo de água

15:57 | 17/09/2014
NULL
NULL
Em alusão ao aniversário de cem anos da seca de 1915, iniciou tramitação na Câmara Municipal projeto de lei que institui o Programa de Monitoramento do Uso Racional da Água. Entre as medidas previstas, estão campanhas de conscientização contra o desperdício de água, obrigação da instalação de dispositivos hidráulicos que controlem o consumo e incentivo para fontes alternativas de obtenção de água.

A instalação de dispositivos seria obrigada para empreendimentos imobiliários e prédios públicos e privados não residenciais. Entre equipamentos que controlam o consumo de água, o projeto lista torneiras com fechamento automático e sanitários com volume de descarga reduzido. Atualmente, diversos locais já possuem equipamentos do tipo.

Outro dos pontos do projeto, por exemplo, estimula a captação de água das chuvas para lavagem de veículos, jardins e calçadas. Fica criado também o Comitê Gestor Permanente de Preservação e Contenção do Desperdício, encarregado de viabilizar projetos combatendo o desperdício.

Segundo o autor da proposta, Acrísio Sena (PT), a iniciativa busca “combater o desperdício” de recursos hídricos na Capital e conscientizar os cidadãos dos efeitos da prática. “A temática voltada para o uso racional e preservação da água, com contenção do desperdício, constitui um dos mais importantes eixos de ação dos governos”, diz.

Redação O POVO Online

TAGS