PUBLICIDADE
Notícias

TRE-PI aprova envio de tropas federais a 64 municípios

17:00 | 08/09/2014
0 Tribunal Regional Eleitoral do Piauí (TRE-PI) aprovou o pedido de tropas federais para 20 zonas eleitorais do Estado, o que corresponde a 64 municípios. Na maioria, os juízes eleitorais alegaram o clima de animosidade e o reduzidíssimo número de policiais para garantir a tranquilidade durante o processo eleitoral. Os pedidos agora serão encaminhados para a homologação do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

O TRE já tinha feito um mapa da violência no Estado, as cidades que costumeiramente têm problemas em eleições e precisam de reforço policial. Segundo a assessoria do Tribunal, cada juiz sabe da necessidade e faz a justificativa antes de pedir reforço de tropas federais, que normalmente é feito pelo Exército Brasileiro.

Os pedidos foram julgados em bloco e estavam extra pauta na sessão desta segunda-feira, 8, do Tribunal. O relator dos processos foi o juiz federal Francisco Hélio Camelo. Pelas contas, ainda durante a sessão, devem ser pelo menos 64 municípios que terão reforço de tropas federais, já que em cada zona eleitoral tem vários termos judiciários.

Como exemplo, a zona eleitoral de Santa Filomena, que tem um contingente reduzido de policiais. Em Monte Alegre, que tem uma área territorial extensa, onde algumas urnas distam mais de 70 km da sede. Em São João do Piauí, que tem pelo menos oito municípios desta mesma zona eleitoral. Assim como São Raimundo Nonato que tem sete cidades sob o mesmo termo judiciário. E Cristino Castro, que é outra cidade que requereu reforço na segurança.

A Polícia Militar (PM) apresentou um plano de segurança das eleições ao presidente do TRE-PI, desembargador Edvaldo Moura, informando que serão mobilizados seis mil homens durante o pleito. Segundo o comando geral da PM-PI, o plano visa o policiamento com a missão de manter a ordem no período eleitoral, com relação a prevenção de crimes e contravenções, garantir a segurança individual, bem como dar apoio necessário às autoridades eleitorais, assegurando o desenvolvimento dos trabalhos durante o pleito, desde a votação até o término das eleições.

A PM deslocará quatro dias antes do dia das eleições os policiais militares que reforçarão as unidades operacionais no interior. São 3.182 locais de votação. Em Teresina serão 467 locais de votação, tanto na zona urbana como rural.

O desembargador Edivaldo Moura reuniu os comandantes dos 21 Batalhões da Polícia Militar no Estado e o comandante-geral da PM, coronel Lídio Filho, para tratar sobre as normas de segurança e da importância do trabalho dos militares nos 224 municípios piauienses.

TAGS