PUBLICIDADE
Notícias

Pesquisa Ibope trouxe alívio para aliados de Marina

19:10 | 23/09/2014
O resultado da pesquisa Ibope/Estadão/TV Globo trouxe "alívio" na coordenação da campanha presidencial de Marina Silva (PSB). Na avaliação dos aliados, a ex-senadora conseguiu resistir aos ataques dos adversários e, na reta final antes do primeiro turno, deve voltar a crescer.

O levantamento divulgado na tarde desta terça-feira, 23, trouxe um cenário de estabilidade no primeiro turno da corrida presidencial. Os dados mostram que Dilma Rousseff (PT) oscilou de 36% para 38%, enquanto Marina passou de 30% para 29% e Aécio Neves (PSDB) se manteve com 19%.

Com os boatos de "derretimento" da candidatura, os aliados de Marina estavam apreensivos e consideraram que a pesquisa trouxe boas notícias: uma oscilação mínima da presidenciável. "A Marina está na margem de erro e isso é maravilhoso. Ela não cai mais", avaliou Maria Alice Setúbal, uma das coordenadoras do programa de governo do PSB.

João Paulo Capobianco, um dos colaboradores da campanha de Marina, concluiu que a candidata do PSB está reagindo bem aos ataques. "É uma maravilha. Com a máquina toda contra ela e com a onda de boatos, estamos muito bem", declarou.

Pesquisas internas da campanha indicam que Marina tem chances de voltar a crescer na última semana da campanha, revelou Capobianco. "A estratégia agora é continuar combatendo a desesperança e apresentando o nosso programa de governo", afirmou.

Para ele, com 10 minutos de programa de TV iguais para as duas candidatas, Marina terá condições de expor detalhes de seu programa de governo, diferentemente de seus adversários. Tanto petista quanto o tucano ainda não apresentaram seus programas de governo.

TAGS