PUBLICIDADE
Notícias

Padilha minimiza críticas de Lula à campanha em SP

16:00 | 06/09/2014
O candidato do PT ao governo, Alexandre Padilha, minimizou neste sábado o fato de o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva ter feito críticas a aliados sobre a condução da sua campanha. "Aprendi a só acreditar naquilo que o presidente Lula fala diretamente. Não vou nem ouvir qualquer outra pessoa que faça um comentário da fala do presidente Lula", disse, em referência às declarações do líder do PT no Senado, Humberto Costa, que afirmou ter ouvido de Lula que a campanha petista em São Paulo está sendo feita pelo peemedebista Paulo Skaf.

Padilha disse ainda que o evento de ontem, uma plenária com militantes da qual participou ao lado de Lula, foi uma "injeção de ânimo". "O presidente Lula deu uma injeção de ânimo na militância do PT, nos dirigentes e no movimento sindical", disse.

Durante o seu discurso ontem, Lula chamou a atenção de Padilha e disse que "nem que fosse por apenas um segundo", o candidato teria que passar a mostrar e defender o PT em seus programas eleitorais. "Cadê o PT, cadê a militância do PT?", disse lula, ao reforçar que não entende como Padilha está com menos voto que Skaf.

Delação

Padilha evitou comentar as denúncias do ex-diretor da Petrobras Paulo Humberto Costa sobre envolvimento de políticos num esquema de recebimento de propina sobre contratos da estatal. "Ninguém pode ter opinião sobre alguma coisa que não está formalizada ainda, a presidente Dilma foi clara. Ela quer as informações e vai tomar as atitudes de forte punição se houver irregularidades", disse, após participar de evento de mulheres ao lado de Dilma.

Segundo Padilha, "ninguém vai fazer conjectura de algo que não foi formalizado ainda". "Ninguém vai emitir opinião sobre um conteúdo que não é oficial e não foi formalizado", disse.

TAGS