PUBLICIDADE
Notícias

Marina Silva fecha a noite recitando cordel em reunião na Fiec; veja vídeo

18:09 | 12/09/2014
NULL
NULL

Atualizada às 23h32min

Em discurso na Federação das Indústrias do Estado do Ceará (Fiec), onde teve um encontro com empresários cearenses, a candidata Marina Silva recitou um cordel, em que fala sobre o povo nordestino e sobre as eleições 2014. Confira:

[VIDEO1]

Atualizada às 21h50min

Em discuso, Marina falou sobre a proposta de autonomia para o Banco Central, sobre os grupos políticos que espera ter em seu governo e criticou a candidata Dilma Rousseff, do PT.

"Banco Central autônomo é para proteger o Brasil da inflação, do jogo político imediatista", disse Marina.

"Quero o PMDB de [Pedro] Simon, não o de Renam[Calheiros]; quero o PDT de Cristovam Buarque, não o de [Carlos] Lupi; quero que o PT de Suplicy me ajude", afirmou a candidata.

"O PT está usando comigo o mesmo punhal enferrujado que Collor usou contra Lula, mas tomei uma vacina contra tétano: o povo brasileiro (...) fiquei tranquila, Dilma, não vou fazer com a senhora o que a senhora está fazendo comigo (...) eles estão desesperados com a possibilidade de perder; nós estamos animados com a possibilidade de ganhar", finalizou Marina Silva.

[FOTO4]

 

 

 

 

 

 

 

Atualizada às 21h

Após comício na praça do Ferreira, Marina Silva foi à Federação das Indústrias do Estado do Ceará (Fiec). De lá, ela seguirá para um outro encontro, dorme em Fortaleza e neste sábado segue para Sobral.

Atualizada às 19h30min

A candidata à presidência da República Marina Silva (PSB) chegou por volta das 17h30min em Fortaleza. Marina concedeu entrevista à imprensa ao chegar à Praça. Agora Marina inicia o comício. Ela está acompanhada do vice, Beto Albuquerque (PSB).Cacique de tribo indígena entregou a Marina Silva documento reivindicando a demarcação de terras indígenas no Estado.O comício acabou às 19h30min. Marina segue para a Federação das Indústrias do Estado do Ceará.

Marina iniciou seu discurso dizendo que defende a opinião e o discurso livre de qualquer pessoa. Ela destacou também as raízes cearense:."Estou muito feliz de estar no Estado em que meu pai nasceu, em Messejana (bairro de Fortaleza), Estado onde minha mãe nasceu, em Paracuru (município litorâneo)".

"É melhor sofrer a injustiça do que fazer a injustiça. Eu prefiro sofrer a injustiça. Todas as injustiças que foram feitas contra Gandhi, não foram maiores do que eles. Todas as injustiças feitas contra o Mandella não foram maiores do que eles". Defendi Lula. Todas as mentiras que disseram contra ele que hoje eles repetem contra mim com o mesmo punhal enferrujado que foi usado contra eles, eles me cravam nas costas. Mesmo assim, todas as mentiras que foram ditas contra o Lula não são maiores do que ele. Todas as mentiras que são ditas contra mim não são maior do que o povo brasileiro. É muito fácil ter a máquina do governo brasileiro, ter as prefeituras". É um batalhão de Golias contra um Davi. O que eles querem é que a gente se acovardem, é que o povo que marcha pela mudança pare de marchar"

"Nós vamos manter o Bolsa Família, porque eu nasci lá no seringado. Sei o que é passar fome", defendeu Marina.  Ela relatou fatos de sua infância no Acre quando a família passou por dificuldades. "Quem passou por isso na vida não vai acabar com o Bolsa Família", afirmou.

Juventude
"Vocês que são jovens, por favor, façam a nossa defesa, entrem nas redes sociais, não é para agredir a Dilma, não é para fazer o que ela está fazendo comigo. Eu não vou agredir, mentir contra uma mulher. Nós demoramos muito para ter a primeira mulher presidente da República. Dilma, não vou lhe combater com suas armas. Vou lhe combater com a verdade. Nessa campanha, vamos oferecer a outra face, sem ódio no coração, sem rancor, querendo o bem do Brasil", disse Marina Silva.

[FOTO3]

 

 

 

 

 

 

 

Comunidade LGBT
"Cadê o programa do Aécio? Cadê o programa da Dilma? Ela disse que não vai apresentar. E sabe por que? Porque ela não pode dizer o que estou dizendo. Vou escolher os diretores da petrobras, com base na competência técnica, no princípio da ética, da boa gestão. Ela disse que vai continuar do mesmo jeito, entregue nas mãos dos políticos. Ela não apresenta o programa porque ela sabe que nosso programa respeita mais a comunidade LGBT do que o programa dela. É por isso que ela não apresenta. Ela não sabe como fazer o Brasil crescer. Não sabe como diminuir os juros porque no seu governo foi quando os banqueiros mais lucraram", disse Marina.

Beto Albuquerque
Em discurso, Beto criticou os adversários de Marina, Dilma Rousseff (PT) e Aécio Neves (PSDB). "Aécio e Dilma não apresentaram programa de governo porque não querem assumir compromisso com o Brasil e com os brasileiros.Eles estão fazendo fofoca, espalhando mentira. o governo da Dilma não tem quatro anos, tem 12 anos, e onde está a transnordestina, a transposição do rio São Francisco? Estão paradas, por isso ela (Dilma) não apresenta programa de governo".

"Dilma anda dizendo que Marina não iria dar continuidade ao Bolsa Família, isso é mentira! Nós não apenas vamos dar prosseguimento ao Bolsa Família como vamos ampliar o programa, vamos ampliar para os seis milhões de brasileiros que estão fora. O programa Minha Casa Minha Vida é um programa que eu e Marina ajudamos a construir. Nós vamos dar prosseguimento, mas vamos cobrar das construtoras que não construam as casas longe das cidades. Nós vamos construir a ferrovia transnordestina, vamos tirar do papel, da enrolação, a transposição do São Francisco que é chave para o desenvolvimento do Nordeste. Não acreditem em vilanias, em conversa fiada, em mentiras". "Hoje o PT, que sofreu as mentiras do Collor, usa as mesmas ações para ofender Marina". "Não tem mais só duas opções, só o PT e só os tucanos. Agora tem Marina", disse Beto Albuquerque.

Chapa no Ceará
A candidata ao  Senado pelo PSB, Geovana Cartaxo, fez a fala de abertura no comício de Marina Silva na Praça do Ferreira. A candidata ao Governo do Estado Eliane Novais (PSB) e o vice Leonardo Bayma (PSB) também estão presentes no palanque de Marina Silva. Bayma, em discurso após Geovana, afirmou que o evento marca "a virada de Marina Silva no Estado".

[FOTO2]

 

 

 

 

 

 

 

Eliane Novais, em seu discurso, criticou a chamada "velha política" no Brasil e no Ceará.  "Marina é a representação do povo brasileiro porque apresenta a capacidade de superação de todos os cantos do Brasil. Marina, você nos orgulha de estar em solo cearense. Nós estamos em uma encruzilhada. A encruzilhada representa duas candidaturas que estão polarizadas no Brasil. Essas candidaturas não mais representam o povo. Marina está construindo um novo projeto para o Brasil. Os brasileiros precisam construir uma nova política. Só Marina e Beto Albuquerque podem aposentar a velha política. Marina, você representa a vitória do povo brasileiro", disse Eliane.

Sobre a disputa no Ceará, Eliane afirmou: "Essas duas candidaturas que parecem ser duas são somente uma, a candidatura da velha política. Vamos trazer um novo modelo de governança para o Estado do Ceará".

Após o evento, Marina segue para a Federação das Indústrias do Estado do Ceará (FIEC). A agenda da candidata estava prevista para começar às 17 horas.

Protesto
Integrantes e apoiadores da comunidade LGBT no Ceará estão reunidos na Praça do Ferreira. O grupo protesta por causa do recuo da candidata no programa de governo referente à diversidade sexual.
[SAIBAMAIS 1]
No local, há um clima de tensão entre integrantes e simpatizantes da causa LGBT com os militantes do PSB. Houve princípio de confusão entre os grupos após militantes hostilizarem os manifestantes com frases contrárias ao respeito à diversidade sexual. Não há policiamento no local.

Mais informações em instantes.

Redação O POVO Online
com informações da repórter Hébely Rebouças

TAGS