PUBLICIDADE
Notícias

Ação da PF contra Lobão Filho será averiguada, diz Temer

18:10 | 25/09/2014
O vice-presidente Michel Temer afirmou nesta quinta-feira, 25, que recebeu uma ligação do ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, afirmando que vai averiguar a ação da Polícia Federal contra uma comitiva do candidato do partido ao governo do Maranhão, o senador Edison Lobão Filho. Segundo Temer, integrantes do partido no Maranhão relataram que a ação da PF foi "bastante agressiva". "Acabo de receber um telefonema do ministro José Eduardo Cardozo dizendo que vai mandar verificar o que é que houve", disse, em São Paulo, após encontro com representantes de associações de tecnologia.

"Assim que cheguei do Uruguai eu recebi uma informação dos companheiros do Maranhão dizendo que houve uma ação bastante agressiva em relação a um dos candidatos, do PMDB, ao governo do Maranhão", afirmou. A PF pretendia apurar denúncia de suspeita de recursos ilegais na campanha.

Temer já havia soltado uma nota criticando o episódio e afirmando que, segundo os relatos, os integrantes da Polícia Federal abordaram a comitiva "com armas em punho". "Era preciso uma manifestação qualquer. Eu lancei uma nota dizendo que inadmissível especialmente se tiver um fundamento eleitoral", reforçou.

O vice-presidente disse ainda que é preciso apurar melhor o caso. "Eu acho importante apurar. Se a ação é uma ação fundada em mandado judicial, tudo bem, não há problema", afirmou. Ele ponderou que mesmo fundada em mandado judicial a ação ela deve guardar "certos pressupostos, digamos assim, de tranquilidade na própria investigação". "Eu acho que isso vai ser apurado e suponho que se houve excesso será igualmente apurado", reforçou.

TAGS