PUBLICIDADE
Notícias

Peemedebista faz pronunciamento em tom de crítica à cúpula do partido

Nos bastidores, se comenta que desentendimentos seriam provocados por apoio velado de Mesquita a Camilo Santana (PT)

16:19 | 06/08/2014
NULL
NULL
O vereador Carlos Mesquita (PMDB) fez nesta quarta-feira, 6, pronunciamento na Câmara Municipal em tom de desabafo e ataque indireto ao PMDB do Ceará. Cobrando uma reforma política no Brasil, o parlamentar criticou que – pela atual legislação eleitoral – os políticos são levados “a ter uma postura que muitas vezes não concordam” e a votar em pessoas que vão contra suas ideologias partidárias.

“O partido precisa dividir as responsabilidades, discutir o que o partido quer, pra onde que vai, chamar seus eleitos e não apenas dois ou três, que não conhecem a realidade do resto”, disse, sem precisar a razão ou destino da fala. Nos bastidores, se comenta que desentendimentos seriam provocados por apoio velado de Mesquita a Camilo Santana (PT).

[SAIBAMAIS 3]Na semana passada, o vereador inclusive saiu em crítica a declarações do vice-prefeito de Fortaleza, Gaudêncio Lucena, de que o PMDB iria passar para a oposição no Município. Segundo ele, “partido nenhum deve fazer oposição por oposição. Isso seria trabalhar contra (...) o PMDB é um partido, não uma pessoa”.

Em tom semelhante, o parlamentar destacou nesta quarta que é preciso ter “mais democracia nos partidos”, criticando uso de “massa de manobra” que estariam tendo os vereadores. “O que parece que acontece é que a cada eleição cada um procura a se salvar a seu modo, de acordo com seus interesses”, disse.

Redação O POVO Online
com informações da CMFor

TAGS