PUBLICIDADE
Notícias

Para atacar Tasso, Cid diz que Castanhão foi obra de sogro de Eunício

13:00 | 07/08/2014
NULL
NULL

Ao responder declaração de Tasso Jereissati (PSDB) de que o Ceará “estaria sem água” sem construção do açude Castanhão, o governador Cid Gomes (Pros) disse que o candidato a senador era contra a obra e que o responsável pela ação foi o ex-deputado Paes de Andrade – sogro de Eunício Oliveira (PMDB).

"Será que ele está querendo assumir a paternidade do Castanhão? Relembrando: quem deu ordem de serviço do Castanhão, pelo menos formalmente e sob protesto do ex-governador, foi Paes de Andrade, então Presidente da Câmara no exercício da Presidência", disse Cid, em mensagem publicada em seu Facebook nesta quinta-feira, 7.

[SAIBAMAIS 2]O governador ainda rebateu crítica de Tasso de que obras de transposição do São Francisco estariam paradas no Estado. Recomendo que o ex-governador visite, aqui no Ceará, as cidades de Penaforte, Jati, Brejo Santo e Mauriti. Há mais de 4.000 pessoas trabalhando em canais, túneis e barragens do trecho em nosso Estado”, publicou Cid.

Depois, o governador disse ser verdade que "Fortaleza e a sua Região Metropolitana estão sendo abastecidas com água do Castanhão do Eixão das Águas". Publicou, no entanto, imagem que reforça que mais etapas do eixão foram concluídas durante o seu governo, e não pelo de Tasso.

As mensagens fazem parte de reação do governador a críticas de Tasso. Nesta quarta-feira, durante bate-papo com eleitores pela internet, o ex-senador criticou políticas de Recursos Hídricos da atual gestão, afirmando ainda que Segurança está “desmantelada”. Cid respondeu dizendo que taxa de homicídios “foi sempre crescente” durante a gestão tucana.

Redação O POVO Online

TAGS