PUBLICIDADE
Notícias

Justiça determina que Evandro Leitão assuma vaga de Adail Carneiro na AL

14:25 | 01/08/2014

Determinação judicial, expedida na segunda-feira, 28, pelo desembargador Paulo Francisco Banhos Ponte, concede liminar, por meio de mandado de segurança, para que o suplente de deputado Evandro Leitão (PDT) assuma vaga na Assembleia Legislativa. A vaga pertencia à deputada Patrícia Saboia (PDT) que renunciou ao cargo para assumir função no Tribunal de Contas, em 2013. A interferência judicial aconteceu porque assumiu a vaga o primeiro suplente Adail Carneiro que havia trocado o PDT pelo PHS.

O mandado de segurança pede a anulação do ato de convocação e posse proferido pelo presidente da Assembleia Legislativa, Zezinho Albuquerque (Pros), para oficializar a posse de Adail. Na decisão, o desembargador diz ter sito “ato ilegal e abusivo” a ação do presidente da AL, “tendo em vista que deu posse ao primeiro suplemente (...) sem que este estivesse mais afilado ao PDT”.
[SAIBAMAIS 2]
As atividades na Assembleia Legislativa estavam previstas para começar nesta sexta-feira, 1°, mas não houve quórum suficiente de deputados.

Adail foi um dos poucos deputados que compareceu a sessão. Ao O POVO, ele disse receber a notícia com “bastante tranquilidade”. Ele pontuou que a questão já havia sido tratada no Tribunal Regional Eleitoral que negou o pedido do PDT de reaver o cargo. O partido recorreu, então, à Justiça comum. Mesmo assim, Adail afirma que recorrerá da decisão.

Adail defendeu que o saiu o PDT em acordo com o partido e criticou não ter tido reconhecimento dentro da sigla. “Sentia que o partido nunca me abraçou, quando estive como primeiro suplente nunca fui convidado pelo partido para assumir nenhum cargo. O segundo suplente (Evandro Leitão) esteve secretário por quase três anos (...) a mim não foi dada a oportunidade de participar apresentando os projetos do partido”, disse Adail.

Redação O POVO Online
com informações do repórter Bruno Pontes

TAGS