PUBLICIDADE
Notícias

Em reforma, plenário da Câmara fica fechado até outubro

21:55 | 05/08/2014
A adaptação do plenário principal da Câmara dos Deputados para deficientes físicos fará com que o espaço fique fechado até outubro, pelo menos. Enquanto a reforma do Plenário Ulysses Guimarães estiver em curso, as votações serão realizadas em um espaço menor, o auditório Nereu Ramos.

O auditório foi adaptado para receber as sessões e ficou com cerca de 280 assentos, quantidade insuficiente para acomodar os 513 deputados federais. O espaço foi usado para a sessão desta terça-feira (5), primeiro dia do recesso branco do Congresso durante o período eleitoral. Foram levados para o local máquinas para registro eletrônico de presença e um painel eletrônico para registrar os nomes e votos dos deputados.

A secretaria-geral da Mesa Diretora da Câmara afirmou que a reforma é necessária para garantir direitos dos deputados deficientes físicos. Hoje, quem utiliza cadeira de rodas não tem como subir à plataforma onde está a mesa que conduz os trabalhos da Câmara. Isso impede os cadeirantes, por exemplo, de presidir sessões.

O período eleitoral é de recesso branco no Legislativo porque foram agendados apenas dois períodos de votação até o primeiro turno (5 de outubro): um nesta semana e outro na primeira semana de setembro.

TAGS