PUBLICIDADE
Notícias

Candidato testa resistência de ruralistas a Marina

08:40 | 06/08/2014
Para evitar constrangimentos em razão da presença da ex-ministra e companheira de chapa, Marina Silva, o candidato do PSB à Presidência, Eduardo Campos, vai afirmar nesta quarta-feira, 06, na sabatina da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), que pretende cumprir o que está na Constituição nas relações com o agronegócio, caso seja eleito presidente da República.

Da sabatina vão participar ainda o tucano Aécio Neves e a presidente Dilma Rousseff, candidata à reeleição pelo PT.

A precaução se deve ao fato de sua chapa ser a mais rejeitada pelo setor, justamente pela presença de Marina, cuja gestão no Ministério do Meio Ambiente, durante o governo Luiz Inácio Lula da Silva, foi criticada e contestada por ruralistas. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

TAGS