PUBLICIDADE
Notícias

Alckmin precisa deixar de ser arrogante, diz Padilha

15:10 | 06/08/2014
O candidato ao governo de São Paulo pelo PT, Alexandre Padilha, disse nesta quarta-feira, 6, que o atual governador e candidato à reeleição, Geraldo Alckmin (PSDB), precisa deixar de lado a arrogância. "Ele que não venha com arrogância, o PSDB tem que parar de ser arrogante, de achar que é dono da verdade", disse ele.

Padilha comentava as declarações dadas por Alckmin mais cedo de que o petista "subestimava a inteligência das pessoas". O tucano estava respondendo à declaração do petista ontem de que Alckmin vive no "mundo da propaganda". "Subestimar a inteligência da população de São Paulo é não ter feito obras durante dez anos, fazer o vento encanado noturno dizer que não está tendo racionamento", afirmou Padilha.

Ao criticar a postura do governo do Estado com relação à crise de abastecimento, Padilha disse que o governador não fez nenhuma obra indicada pela Sabesp. "Procure uma foto aí de alguma obra, de Alckmin inaugurando recentemente alguma obra de água. A única foi o volume morto, e aplicando o racionamento sujo", afirmou. "Ele colocou vento encanado em vários bairros de São Paulo. Ou a pessoa abre a torneira e vê água suja. É o racionamento sujo inaugurado pelo governo do PSDB", disse.

O tucano participou hoje de uma caminhada em Diadema, no ABC. Durante o percurso, acompanhado de militantes, o candidato encontrou poucas pessoas para cumprimentar. Ele visitou um conjunto habitacional feito com obras do governo federal e fez um discurso, de cerca de 25 minutos, com algumas promessas, a maioria na área da habitação. Hoje pela manhã o candidato visitou três fábricas também em Diadema.

TAGS