PUBLICIDADE
Notícias

Reta final da Copa diminui ritmo da campanha no RS

11:20 | 14/07/2014
A campanha política teve uma primeira semana morna no Rio Grande do Sul, em parte por causa da Copa do Mundo. Se alguns candidatos ao governo do Estado já pretendiam esperar o fim do torneio para intensificar o contato com o eleitorado, outros decidiram adotar esta estratégia após a eliminação da seleção brasileira na semifinal, por considerar que o clima não era dos melhores para ir às ruas. Os partidos aproveitam para se preparar e estruturar melhor suas equipes antes de a disputa eleitoral esquentar.

Os dois candidatos que lideram as pesquisas de intenção de votos para o Palácio Piratini são justamente os que menos "mergulharam" na campanha por enquanto. Além de sofrer com o efeito Copa, a senadora Ana Amélia Lemos (PP) e o atual governador gaúcho, Tarso Genro (PT), têm dividido o tempo entre as agendas de campanha e os compromissos referentes a seus cargos atuais.

Para isso, eles vêm adotando estratégias diferentes. Ana Amélia Lemos, primeira na pesquisa Ibope mais recente, com 38% dos votos, dedicou o início da semana passada a encontros com entidades do setor empresarial, como a Federação das Indústrias do Rio Grande do Sul (Fiergs) e a Federação do Comércio de Bens e Serviços do Rio Grande do Sul (Fecomercio-RS). Também aproveitou para fazer reuniões com a equipe de campanha.

Depois viajou a Brasília, onde participa, amanhã e quarta-feira, do esforço concentrado para votação de projetos no Senado. Ela deve retornar ao Rio Grande do Sul para, desta vez, ficar pelo menos 15 dias, durante o "recesso branco" do Congresso. De acordo com a assessoria de Ana Amélia, até o início de agosto ela atenderá aos pedidos de entrevista em Porto Alegre, participará de sabatinas e cumprirá agenda em cidades do interior, como Santa Maria.

Já o atual governador e segundo colocado na última pesquisa de intenção de votos, com 31%, deu a largada na corrida pela reeleição interagindo com os seus seguidores nas redes sociais. No domingo (6), primeiro dia de campanha, Tarso publicou dois vídeos em sua página no Facebook nos quais falava da importância da participação dos eleitores por meio da internet. A ação confirmou o destaque que será dado pelo governador ao ambiente digital, algo que já acontece em seu mandato. O próprio slogan de campanha pela reeleição - "Compartilhe Crescimento. Compartilhe Igualdade" - faz referência à web.

No decorrer da semana passada, Tarso cumpriu agenda de governo, visitando cidades atingidas pelas chuvas no interior do Estado. Também atendeu a pedidos de entrevista de veículos de imprensa e participou de encontro do Fórum dos Conselhos Regionais de Desenvolvimento (Coredes), na Assembleia Legislativa. Na quinta-feira, viajou ao Rio de Janeiro para participar de compromissos partidários. No fim de semana, nem Tarso nem Ana Amélia tiveram agenda de campanha. Nos próximos dias, segundo a assessoria do governador, ele deve intensificar as ações junto aos eleitores na Região Metropolitana de Porto Alegre.

No primeiro debate entre os oito candidatos ao governo gaúcho, ocorrido no domingo, 6, foram abordados temas como o pagamento do piso do magistério, renegociação da dívida do Estado, segurança pública, protestos e investimentos em áreas como educação e saúde. Os participantes apresentaram propostas e divergiram sobre pontos polêmicos, mas não houve um confronto direto entre Tarso e Ana Amélia. O tom primordial foi de cordialidade, e foi o deputado federal Vieira da Cunha (PDT) quem fez as principais críticas do atual governador.

Outros candidatos

Correndo por fora na disputa pelo governo do Rio Grande do Sul, alguns candidatos começaram a campanha em ritmo mais acelerado, mesmo com a atenção de boa parte da população voltada ao Mundial de futebol. O ex-prefeito de Caxias do Sul José Ivo Sartori (PMDB), por exemplo, teve ações de campanha em praticamente todos os dias desde o 6 de julho. Já passou por cidades do litoral gaúcho, visitou o arcebispo de Porto Alegre, teve encontro com o presidente da Fiergs e reuniu correligionários da Região Metropolitana. No fim de semana, visitou a Festiqueijo, em Carlos Barbosa, no interior.

A agenda de Vieira da Cunha (PDT) nesta primeira semana de campanha também incluiu viagem ao interior do Estado. Ontem, ele aproveitou o tempo ensolarado e fez uma caminhada no Brique da Redenção, num dos parques mais populares de Porto Alegre. O lugar é um tradicional reduto de distribuição de propaganda política da capital gaúcha. Outro aspirante ao Palácio Piratini, Roberto Robaina (PSOL), também passou por lá, assim como alguns candidatos ao Senado e à Câmara de Deputados.

TAGS