PUBLICIDADE
Notícias

Plínio 'não escolheu caminhos fáceis', diz Valente

20:50 | 09/07/2014
O velório do ex-deputado Plínio de Arruda Sampaio (Psol-SP) reuniu nesta quarta-feira, 9, mais de mil presentes na Paróquia São Domingos, em Perdizes, zona oeste da capital.

Compareceram personalidades de diversos partidos, até mesmo do PSDB e do PT, além de líderes do Psol, que lamentaram a perda do político. Passaram pelo local o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), candidato à reeleição; o candidato a senador José Serra (PSDB-SP), a deputada Luiza Erundina (PSB-SP), o senador Eduardo Suplicy (PT-SP); os deputados Chico Alencar (Psol-RJ), Ivan Valente (Psol-SP) e Jean Willys (Psol-RJ); os candidatos a presidente Luciana Genro (Psol) e a governador do de São Paulo Gilberto Maringoni (Psol); o jurista Hélio Bicudo; o procurador-geral de Justiça de São Paulo, Luiz Marrey, o coordenador financeiro da campanha do candidato a presidente Aécio Neves (PSDB), José Gregori, entre outros.

Valente disse que a hora é de fazer um balanço da política. "Já vão dez anos da fundação do Psol e também tivemos vivência muito intensa na fundação do PT", lembrou, dizendo que o ex-deputado do PT de São Paulo foi um homem de protagonismo, que não escolheu caminhos fáceis. O enterro ocorreu nesta tarde no Cemitério do Araçá, em São Paulo.

Erundina destacou a proximidade com Sampaio e até a disputa deles numa prévia do PT, na definição do candidato a prefeito da capital paulista quando os dois ainda integravam o partido. "Vai fazer muita falta no sentido de entender a realidade brasileira e propor aquilo que o País tanto necessita em termos de mudança", disse.

TAGS