PUBLICIDADE
Notícias

MPE impugna candidaturas de Carlomano e Dedé Teixeira

Ao todo, chega a oito o número de candidaturas impugnadas no Estado. Impugnações serão julgadas até este sábado, 12

14:33 | 11/07/2014
NULL
NULL
O Ministério Público Eleitoral impugnou nesta sexta-feira, 11, outras quatro candidaturas a cargos proporcionais no Ceará. Agora há pouco, a lista recebeu atualização com os nomes dos deputados estaduais Carlomano Marques (PMDB) e Dedé Teixeira (PT), do ex-deputado federal Eugênio Rabelo (PP) e do ex-prefeito de Aurora, Carlos Macedo (PSB). Ao todo, chega a oito o número de candidaturas impugnadas no Estado.

Caso as impugnações sejam aprovadas pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE-CE), todos os oito candidatos não poderão disputar eleição neste ano. Até o próximo sábado, 12, o MPE analisa os 808 pedidos de registro para as eleições deste ano. A ideia é verificar se há elementos que possam levar candidatos à inelegibilidade - como enquadramento na lei da Ficha Limpa.

Nesta quinta-feira, foram adicionados à lista os deputados estaduais Sineval Roque (Pros), Mirian Sobreira (Pros) e Ana Paula Cruz (PHS) e o ex-prefeito de Juazeiro do Norte, Manoel Santana (PT). Das oito, a única que não partiu do MPE foi de Santana. A iniciativa partiu de Gilvan Pereira, candidato a deputado federal pelo PTN.

O TRE-CE terá até 12 de agosto para julgar todas as impugnações. Se condenados, candidatos podem recorrer ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Em 2010, número de candidaturas questionadas chegou a 40.

Redação O POVO Online
com informações do TRE-CE

TAGS