PUBLICIDADE
Notícias

Líder do PSDB pede que PGR reveja decisão sobre Pasadena

19:10 | 24/07/2014
O líder da bancada do PSDB na Câmara dos Deputados, Antônio Imbassahy (BA), anunciou hoje que encaminhará uma representação à Procuradoria-Geral da República (PGR) pedindo que seja revisto o arquivamento da investigação sobre possíveis irregularidades na compra da refinaria de Pasadena (EUA). O tucano argumenta que o arquivamento foi precipitado, uma vez que o negócio causou prejuízo à Petrobras e que a operação foi aprovada pelo Conselho de Administração da estatal, presidido na época pela presidente Dilma Rousseff.

"A decisão veio antes mesmo da conclusão dos trabalhos das duas Comissões Parlamentares de Inquérito sobre o caso, atualmente em andamento no Congresso Nacional. Nas próximas semanas, por exemplo, serão ouvidos em depoimento justamente os diretores da Petrobras na época do negócio, que foram responsabilizados ontem pelo TCU. São personalidades que certamente poderão trazer novas informações que podem contradizer a decisão do procurador-geral", disse o líder, em nota distribuída pela assessoria de imprensa da bancada.

Ontem, o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, determinou o arquivamento de representação apresentada por um grupo de congressistas que pediu que fossem apuradas supostas irregularidades praticadas pelo Conselho. Na avaliação de Janot, as informações e documentos apresentados pela Presidência da República "afastam a acusação de conduta dolosa ou culposa que possa ser atribuída ao Conselho de Administração da Petrobras de ter dado causa aos prejuízos advindos da referida operação, sendo desnecessário o prosseguimento da instrução".

TAGS