PUBLICIDADE
Notícias

Cid define operação de inteligência para Brics

Brasil é o único país do bloco até agora a sediar o encontro dos chefes de Estado do Brics pela segunda vez

18:51 | 04/07/2014

O governador Cid Gomes esteve em reunião no Palácio da Abolição com os ministros da Defesa e da Justiça, nesta sexta-feira, 4. Na ocasião, foram definidos os detalhes operacionais e de inteligência estaduais e federais para a VI Conferência de Cúpula do Brics, marcada para o próximo dia 15, no Centro de Eventos do Ceará.

Segundo o Governo do Estado, participaram ainda integrantes Ministério das Relações Exteriores, Exército, Polícia Federal, Secretaria de Grande Eventos, Secretaria Nacional de Segurança Pública, Polícia Rodoviária Federal, Agência Brasileira de Inteligência (Abin), bem como os secretários estaduais, Servilho Paiva (Segurança Pública), Mariana Lôbo (Justiça) e Joel Brasil (Casa Militar).

O funcionamento da operação não foi divulgado. Além da conferência do dia 15, acontecerão eventos com autoridades do setor público e privado dos países envolvidos, ainda segundo o Governo do Estado.

Brics

O Brasil é o único país do bloco até agora a sediar o encontro dos chefes de Estado do Brics pela segunda vez e deve ser palco de duas importantes decisões. A expectativa dos governos do grupo é que até 15 de julho esteja tudo acertado para as assinaturas do Tratado Constitutivo do Arranjo Contingente de Reservas, que instituirá um fundo no valor de US$ 100 bilhões para auxiliar os membros que, no futuro, estejam em situação delicada no balanço de pagamentos e do acordo para a criação do banco de desenvolvimento Brics.

Redação O POVO Online

TAGS