PUBLICIDADE
Notícias

Repasse de R$ 6,7 milhões para Saúde é adiado na AL-CE por falta de deputados

A presença de deputados na Assembleia Legislativa não foi suficiente para votar as mensagens do Executivo no Plenário

15:46 | 18/06/2014

Atualizada às 17 horas

A ausência da maior parte dos deputados da Assembleia Legislativa do Ceará nesta quarta-feira, 18, prejudicou a aprovação de três mensagens do Executivo que previam o aporte em até R$ 6,7 milhões para duas unidades de Saúde do Estado.

Em tramitação desde a quarta-feira, 11, as mensagens foram aprovadas nas comissões de Constituição, Justiça e Redação (CCJR) e Orçamento, Finanças e Tributação (COFT) na manhã de hoje, mas ficaram barradas no Plenário porque não houve deputados suficientes para votar as mensagens.
[SAIBAMAIS 1]
O aporte visa executar 2,1 mil cirurgias eletivas de pacientes que estão na fila dos hospitais César Cals e Geral de Fortaleza (HGF). Ao todo, estão previstos R$ 3,3 milhões para a Sociedade Beneficente São Camilo – Hospital Cura D’ars, para realização de 150 cirurgias de túnel do carpo e mil cirurgias de colecistectomia (vesícula). Além disso, a Santa Casa de Fortaleza também foi suplementada em R$ 3,3 milhões, para outras mil cirurgias de vesícula.

Apenas 17, de 46 deputados, registraram presença para iniciar a discussão das votações do dia, segundo informações do departamento legislativo da AL-CE. Eram eles: Heitor Férrer (PDT), Eliane Novais (PSB), Tin Gomes (PHS), Sérgio Aguiar (Pros), Thiago Campelo (SD), Manoel Duca (Pros), Tomaz Holanda (PPS), Lula Morais (PCdoB), Fernanda Pessoa (PR), João Batista (Pros), Lucílvio Girão (SD), Mirian Sobreira (Pros), Bethrose (PRP), Sineval Roque (Pros), Antônio Carlos (PT), Roberto Mesquita (PV) e Ely Aguiar (PSDC).  

Nesta quarta-feira, era necessária a presença de, pelo menos, 24 deputados para iniciar a votação, quórum que não foi atingido. As votações na Casa costumam acontecer às quinta-feiras. Porém, por causa do feriado de Corpus Christi na quinta-feira, 19, a votação foi adiantada para esta quarta-feira. A próxima votação acontecerá somente na próxima semana.

Redação O POVO Online

TAGS