PUBLICIDADE
Notícias

PT não abre mão da candidatura de Padilha, diz Carvalho

17:50 | 30/06/2014
O ministro da Secretaria-Geral da Presidência, Gilberto Carvalho, garantiu que o PT não abre mão da candidatura do ex-ministro Alexandre Padilha para as eleições estaduais de São Paulo. No entanto, disse Carvalho, o PMDB "apresentou um candidato que apoia a presidente Dilma e vai ter a recíproca". O PT no Estado pode viver uma reviravolta diante da possibilidade de PCdoB e PP debandarem da campanha de Padilha e apoiarem o presidente da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), Paulo Skaf, do PMDB.

"Não vou falar da aliança aqui, que não conheço. Nós apostamos muito na candidatura do Padilha enquanto partido e enquanto governo vamos apoiar os partidos que nos apoiarem", disse Carvalho nesta tarde, após evento na prefeitura de São Paulo, ao ser questionado sobre a situação. O ministro disse que a prática de "dois palanques" é histórica. "Lula participou de vários palanques duplos em vários estados", lembrou.

Haddad

Ao ser indagado sobre a baixa aprovação do prefeito Fernando Haddad em pesquisas de opinião, Carvalho disse que o partido não irá "de jeito nenhum" esconder o petista na campanha de Padilha. "O Haddad é uma referência importante para nós. Sabemos que muita coisa que está sendo plantada amanhã vai dar resultado", afirmou o ministro. "Quem não conhece dificuldade, melhor sair da política", completou.

"Depois de 12 anos no, governo que já conheceu o céu e o inferno, avalio que a pesquisa não é absoluta. É importante, equipe de trabalho não pode ficar cega, mas as mudanças nem sempre acontecem na velocidade que você espera", disse o ministro.

TAGS