PUBLICIDADE
Notícias

Para Aécio, SUT é 'decisão autoritária do governo'

18:45 | 23/06/2014
O candidato do PSDB à Presidência da República, Aécio Neves, criticou duramente a proposta do governo da presidente Dilma Rousseff (PT), sua adversária neste pleito, de criar o Sistema Único do Trabalho (SUT). O tucano, que assiste ao jogo da seleção brasileira contra Camarões no Sindicato dos Metalúrgicos de São Paulo nesta segunda-feira, 23, disse que esta é mais uma "decisão autoritária" do governo, sem consulta ao trabalhador brasileiro.

"Já orientei a bancada do PSDB a se opor a este gato autoritário do governo", disse Aécio, ao chegar ao sindicato para assistir ao jogo, ao lado do presidente nacional do SDD, deputado Paulo Pereira da Silva (SP), o Paulinho, além de outros líderes sindicais. Segundo Aécio, a proposta do governo Dilma retira do trabalhador suas principais conquistas, sobretudo o Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT). "Fui constituinte em 88 e o FAT é uma das grandes conquistas do trabalhador", frisou.

Em comunicado oficial, o PSDB afirmou que o projeto de acabar com o FAT e trocá-lo pelo SUT não foi debatido com trabalhadores e empresários, "o que, mais uma vez, demonstra a falta de apreço do PT pelo diálogo e pela democracia".

TAGS