PUBLICIDADE
Notícias

Em convenção nacional, PDT oficializa apoio à reeleição de Dilma

Apesar do apoio, grupo de cerca de 15 pessoas da juventude do partido tentou impedir a entrada de Dilma à sede do partido em Brasília

14:42 | 10/06/2014
NULL
NULL

O Diretório Nacional do Partido Democrático Trabalhista (PDT) oficializou nesta terça-feira, 10, durante convenção nacional do partido, o apoio à reeleição da presidenta Dilma Rousseff (PT). A posição do PDT já tinha sido sinalizada em abril deste ano, depois de uma reunião da Executiva Nacional com dirigentes do partido e as bancadas na Câmara e no Senado. O apoio foi unânime em votação simbólica.

O presidente da legenda, Carlos Lupi, que já ocupou o comando do Ministério do Trabalho durante o governo Dilma - pasta que hoje está nas mãos do pedetista Manoel Dias, explicou, na época, que a formalização do apoio só poderia ocorrer na convenção.

A presidenta Dilma Rousseff agradeceu o apoio e afirmou que PT e PDT têm compromisso e aliança históricos “porque temos as mesmas ambições políticas do povo brasileiro. Queremos um país escolarizado que tenha na educação dois caminhos. A educação para nós significa manter os ganhos de distribuição de renda e fazê-los avançar”. Segundo ela, os esforços para dirimir a miséria no país é apenas um primeiro passo e a educação é responsável por consolidar essas políticas.

“O PDT para minha aliança é algo fundamental. Participa do núcleo de minhas alianças. Juntos somos invencíveis. Separados somos fracos”, afirmou ao lembrar de nomes que participaram da história da legenda como Getúlio Vargas e Leonel Brizola. Dilma elencou resultados alcançados pelo seu governo e atribuiu parte do êxito a parceria com o PDT, como a criação de quase 5 milhões de empregos formais e a elevação do salario mínimo que, segundo ela, alcançou os 70% apenas na fase em que esteve no comando do país.

Jovens tentaram barrar Dilma

Apesar do apoio a Dilma ter maioria na convenção, a posição foi questionada por alguns filiados críticos às políticas do atual governo. O presidente da legenda ressaltou que o projeto do governo Dilma é o mais próximo dos objetivos do PDT.

Um grupo de cerca de 15 pessoas do Movimento Juventude Socialista tentou impedir a entrada de Dilma à sede do partido em Brasília, hoje, onde ocorreu a convenção. Os jovens entoavam, em coro, gritos de “Não vai entrar. Não somos capacho do governo”.

Agência Brasil

TAGS