PUBLICIDADE
Notícias

Peemedebista questiona legitimidade de Eunício para cobrar fidelidade

Insinuando infidelidade da parte de Eunício, o deputado Aníbal Gomes questiona ameaça do PMDB em não dar legenda para filiados que não apoiarem o senador

11:00 | 27/05/2014
O deputado federal Aníbal Gomes (PMDB) – ameaçado de ficar sem legenda no PMDB por não apoiar candidatura de Eunício Oliveira (PMDB) - questionou nesta terça-feira, 27, legitimidade do pré-candidato em exigir “fidelidade partidária” de peemedebistas no Ceará. Segundo ele, o próprio Eunício estaria sendo infiel ao dialogar com opositores de Dilma Rousseff (PT) na formação de chapas para este ano.

“Fidelidade partidária só vale para alguns? E para o presidente e senador Eunício Oliveira, que ameaçou o PT de abrir seu palanque pro Aécio Neves, caso não tenha apoio à sua candidatura? Não vale?”, disse Aníbal ao Blog do Eliomar.

[SAIBAMAIS 2]A reação ocorre depois que o secretário-geral do PMDB, João Melo, declarou ao O POVO nesta terça-feira, 27, que infiéis não terão legenda nas eleições deste ano. Além de Aníbal, o ex-prefeito de Iguatu, Agenor Neto (PMDB), também está ameaçado de ficar sem espaço para disputar.

A ameaça surgiu logo após ambos anunciarem apoio a Zezinho Albuquerque (Pros) em evento no interior do Estado. “Se ele (Agenor Neto) realmente quer ser candidato, ele terá que apoiar a candidatura do Eunício. Disso não abrimos mão de jeito nenhum”, diz João Melo.

Redação O POVO Online
com informações do Blog do Eliomar

TAGS